Cód: 405760 MS: 1018106070140

Atorvastatina Cálcica 40mg Com 30 Comprimidos - Medley- Genérico

Princípio Ativo

Atorvastatina Cálcica

Visualizar Bula do medicamento
Preço válido para compras feitas pela internet. Imagem meramente ilustrativa. Venda sob prescrição médica.
Selecione a Quantidade:
Quantidade
R$ 198,20 R$ 105,05
+ -
Comprar

ATORVASTATINA CÁLCICA 40MG COM 30 COMPRIMIDOS - MEDLEY- GENÉRICO É UM MEDICAMENTO, SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÉUTICO. LEIA A BULA.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

Para a visualizar a bula do medicamento é necessário o programa ADOBE ACROBAT READER. Faça o download da bula o link ao lado:

Visualizar Arquivo

Se você não possui ADOBE ACROBAT READER, clique aqui para fazer o download

Atorvastatina Cálcica

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES

Comprimidos revestidos de 10 mg, 20 mg, 40 mg e 80 mg: embalagens com 30 comprimidos.
- Para as concentrações de 10 mg e 20 mg: USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 10 ANOS DE IDADE
- Para as concentrações de 40 mg e 80 mg: USO ADULTO

USO ORAL

COMPOSIÇÃO

Cada comprimido revestido contém, atorvastatina cálcica 10,3575 mg, 20,715 mg, 41,430 mg e 82,860 mg equivalente a 10 mg, 20 mg, 40 mg e 80 mg de atorvastatina base, respectivamente (lactose monoidratada, trolamina, poloxâmer, amidoglicolato de sódio, docusato de sódio, benzoato de sódio, estearil fumarato de sódio, hipromelose, dióxido de titânio, macrogol e polissorbato 80).

INDICAÇÕES

Este medicamento é indicado como um adjunto à dieta para o tratamento de pacientes com níveis elevados de colesterol total, LDL-colesterol, apolipoproteína B e triglicérides, para aumentar os níveis de HDL-colesterol em pacientes com hipercolesterolemia primária (hipercolesterolemia heterozigótica familiar e não familiar), hiperlipidemia combinada (mista) (Fredrickson tipos IIa e IIb), níveis elevados de triglicérides séricos (Fredrickson tipo IV) e para pacientes com disbetalipoproteinemia (Fredrickson tipo III) que não respondem de forma adequada à dieta. Também é indicado para a redução do colesterol total e do LDL-colesterol em pacientes com hipercolesterolemia familiar homozigótica, quando a resposta à dieta e outras medidas nãofarmacológicas forem inadequadas. Em pacientes com doença cardiovascular e/ou dislipidemia, atorvatatina cálcica está indicada na síndrome coronária aguda (angina instável e infarto do miocárdio não-transmural ? sem onda Q) para a prevenção secundária do risco combinado de morte, infarto do miocárdio não-fatal, parada cardíaca e re-hospitalização de pacientes com angina do peito. ? Prevenção de Complicações Cardiovasculares Em pacientes sem evidência clínica de doença cardiovascular e com ou sem dislipidemia, porém com múltiplos fatores de risco para doença coronariana como tabagismo, hipertensão, diabetes, baixo nível de HDL-colesterol ou história familiar de doença coronariana precoce, atorvastatina cálcica está indicada para redução do risco de: - doença coronariana fatal e infarto do miocárdio não-fatal, - acidente vascular cerebral, - procedimentos de revascularização e angina do peito. ? Pacientes Pediátricos (10 a 17 anos) Este medicamento também é indicado como um adjuvante à dieta de redução dos níveis de colesterol total, LDL-colesterol e apolipoproteína B em meninas pós-menarca e meninos, com idade variando entre 10 e 17 anos, com hipercolesterolemia familiar heterozigótica (diagnosticada conforme alterações nos níveis de colesterol total e/ou LDL e presença de história de dislipidemia em familiares de primeiro grau) se, após a realização de um teste adequado de terapia dietética, os níveis de LDL-colesterol continuarem: ? = 190 mg/dL ou ? = 160 mg/dL e houver um histórico familiar positivo para doença cardiovascular prematura, ou presença de 2 ou mais fatores de risco cardiovascular no paciente pediátrico.

CONTRAINDICAÇÕES

Este medicamento é contraindicado a pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula; doença hepática ativa ou elevações persistentes inesperadas das transaminases séricas, excedendo em 3 vezes o limite superior da normalidade; durante a gravidez ou lactação ou a mulheres em idade fértil que não estejam utilizando medidas contraceptivas e? cazes. Este medicamento deve ser administrado a adolescentes e mulheres em idade fértil somente quando a gravidez se veri? car altamente improvável e desde que estas pacientes tenham sido informadas dos potenciais riscos ao feto.

POSOLOGIA

Antes de ser instituída a terapia com atorvastatina cálcica, deve ser realizada uma tentativa de controlar a hipercolesterolemia com dieta apropriada, exercícios e redução de peso em pacientes obesos, e tratar outros problemas médicos subjacentes. O paciente deve continuar com a dieta padrão para redução do colesterol durante o tratamento com este medicamento. A dose pode variar de 10 a 80 mg, em dose única diária. As doses podem ser administradas a qualquer hora do dia, com ou sem alimentos. As doses inicial e de manutenção devem ser individualizadas de acordo com os níveis basais de LDL-colesterol, a meta do tratamento e a resposta do paciente. Após o início do tratamento e/ou durante o ajuste de dose de atorvastatina, os níveis lipídicos devem ser analisados dentro de 2 a 4 semanas, e a dose deve ser ajustada adequadamente. ? Uso em Pacientes com Hipercolesterolemia Primária e Hiperlipidemia Combinada (Mista) A maioria dos pacientes é controlada com 10 mg de atorvastatina em dose única diária. A resposta terapêutica é evidente dentro de 2 semanas, e a resposta máxima é geralmente atingida em 4 semanas. A resposta é mantida durante tratamento crônico. ? Uso em Pacientes com Hipercolesterolemia Familiar Homozigótica Adultos: em um estudo de uso por compaixão em pacientes com hipercolesterolemia familiar homozigótica, a maioria dos pacientes respondeu a 80 mg de atorvastatina com uma redução maior que 15% no LDL-colesterol (18% ? 45%). ? Uso em Crianças (idade entre 10 e 17 anos) com Hipercolesterolemia Familiar Heterozigótica A dose inicial recomendada de atorvastatina cálcica é de 10 mg/dia; a dose máxima recomendada é de 20 mg/dia (não foram estudadas doses superiores a 20 mg nesta população de pacientes).As doses devem ser individualizadas de acordo com a meta recomendada para a terapia (vide Indicações e Propriedades Farmacodinâmicas). Os ajustes devem ser feitos em intervalos de 4 semanas ou mais. ? Uso em Pacientes com Insu? ciência Hepática Vide Contraindicações e Advertências e Precauções. ? Uso em Pacientes com Insu? ciência Renal A insu? ciência renal não apresenta in? uência nas concentrações plasmáticas da atorvastatina ou na redução de LDL-colesterol com atorvastatina. Portanto, o ajuste de dose não é necessário. ? Uso em Idosos Não foram observadas diferenças entre pacientes idosos e a população em geral com relação à segurança, eficácia ou alcance do objetivo do tratamento de lípides (vide Propriedades Farmacocinéticas ? Populações Especiais).